Idade Moderna

1453 d.C. até 1789 d.C.

Neste período histórico destaca-se a atribuição das Cartas de Foral aos municípios das Montanhas Mágicas®

A Carta de Foral ou Foral era um documento Real utilizado em Portugal com o objetivo de estabelecer um concelho e regular a sua administração, deveres e privilégios. O Pelourinho é um símbolo do municipalismo ligado à concessão de foral e à autonomia jurisdicional. No território das Montanhas Mágicas foram atribuídos, neste período e também no decorrer da Baixa Idade Média, inúmeras Cartas de Foral que deram origem a igual número de pelourinhos:


Cinfães: 1 de maio de 1513

Castelo de Paiva: 1 de dezembro de 1513

Arouca: 20 de dezembro de 1513

Vale de Cambra: 10 de fevereiro de 1514

Castro Daire: 14 de março de 1514

S. Pedro do Sul: 4 de abril de 1514

Sever do Vouga: 29 de abril de 1514


Todas estas Cartas de Foral foram atribuídas por D. Manuel I. Uma das personalidades históricas mais importantes deste período foi o Padre Sebastião Vieira, frade jesuíta natural de Castro Daire, que foi martirizado no Japão, no séc. XVII.